no

TristeTriste

Suspeito de assassinato a Maddie McCann (3)

O suspeito alemão (Christian B.) usou este número de telefone português 91 273 06 80 entre Abril e Maio de 2007.

O suspeito encontrava-se na Praia da Luz na noite em que Maddie foi raptada e telefonou para um segundo suspeito.

O número de telefone do segundo suspeito é este 91 6 51 06 83.

Se conheçes este segundo número ou o tenhas por acaso gravado no teu telemóvel, contata a Polícia Judiciária Portuguesa ou caso sejas emigrante contata a Polícia da tua região.

Assaltantes condenados dão Christian B. como estuprador.

A pequena Maddie foi procurada durante 13 anos. Agora os investigadores têm a certeza: a menina foi sequestrada e morta por um alemão.

Segundo informações do jornal alemão BILD, foi o múltiplo criminoso Christian B.

O suspeito está atualmente na prisão de Kiel na alemanha, cumprindo uma sentença por tráfico de drogas.

► Em 2019, ele foi condenado a mais sete anos de prisão: por um crime em 2005.

Christian B.

Aconteceu na Praia da Luz – o local onde Maddie McCann desapareceu …

Christian B. (43) morava nesta casa entre Lagos e a Praia da Luz.

O Tribunal Regional de Braunschweig vê como provado que B. invadiu, estuprou e roubou uma americana (72) em Portugal na sua casa.

O estuprador só foi apanhado por acaso. Segundo o “Braunschweiger Zeitung”, dois amigos de B. pertencentes ao pequeno meio criminoso invadiram seu apartamento e roubaram uma câmera de vídeo.

O video mostra o estupro hediondo da mulher de 72 anos em sua casa em Portugal.

Chocados com as gravações, os assaltantes informaram a polícia.

A polícia examinou novamente todos os casos conhecidos da região – e encontraram a americana.

Embora a mulher não o tivesse reconhecido, um pêlo encontrado no lençol da vítima por a polícia condiz com o DNA de B.

B. ainda não foi condenado por esse crime.

O suspeito nasceu em Würzburg (Alemanha) com um nome diferente em 1976. B. foi adotado pela família B., cujo nome ele adotou.

De acordo com os antecedentes criminais, ele tem 1,82 metros de altura, marcas na cara , dentes amarelos do tabaco e unhas roídas.

Sua carreira criminal começou cedo.

► Em fevereiro de 1992, B. foi preso por um assalto: um caso de “roubo particularmente grave”.

Em 1994, B. apresentou-se no tribunal regional de Würzburg.

► B. abusou de uma menina de seis anos em um parque infantil.

Quando a menina começou a chorar, o pedófilo fugiu.

► Também tentou um garoto de nove anos, largou as calças e fugiu de novo.

Porque estava em liberdade condicional na época, apanhou dois anos de prisão.

Quando perguntado pelo juiz o que ele tinha em mente com as ações, B. disse: “Eu não pensei em nada”.

O avaliador do tribunal decidiu que B. sob supervisão rigorosa não era problemático.

B. de um dia para o outro desapareceu de Würzburg e o seu registro criminal cresceu.

► Roubo, lesões corporais, casos de agressão sexual, abuso sexual infantil, distribuição de pornografia infantil, delitos de drogas.

Impressionante: as ações na Alemanha terminam em 1995, aparentemente, e começam novamente na Alemanha em 2007. Segundo o BKA, no período intermediário, B. permaneceu principalmente no Algarve em Portugal.

Entre outros sitios ele morava em uma quinta entre Lagos e a Praia da Luz – segundo os moradores locais, nunca foi revistado.

Tinha uma segunda casa (ao lado de uma escola primária) que foi inspecionada nesta semana por a polícia.

Segundo o BKA, B. manteve-se à tona com trabalhos estranhos.

Além disso, ele teria em Portugal cometido assaltos em complexos hoteleiros e apartamentos de férias e também voltou a negociar drogas.

Durante esse período em Portugal, os investigadores suspeitam que Christian B. sequestrou e matou Maddie.

Dizem que ele trocou informações sobre a Maddie em uma conversa na Internet anos depois do fato …

B. desapareceu do Algarve em 2007 e diz-se que trabalhou em um quiosque na cidade Braunschweig entre 2012 e 2014.

B. está preso desde 22 de junho de 2017.

Os investigadores estão a trabalhar agora para provar o crime contra Maddie.